Follow by Email

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Vereador Rubens Calvo





Alguns Políticos diminui o povo pra tentar alcançar seu controle, porque tem medo do seu tamanho e de sua força. Mais o Ver Rubens Calvo não pensa assim ,ele valoriza a força do povo que o elegeu a Vereador.E em 2016,o povo vai eleger ele novamente para continuar seu trabalho.
Necessitamos de governantes que realmente sejam transparentes em suas atitudes, e que não tirem proveito da deficiência de seu povo em detrimento de seu bem pessoal.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

O Papa

“Ninguém combate a pedofilia como a Igreja, mas ela é a única atacada”

Como Identificar um Pedófilo


Todos os pais querem proteger seus filhos contra predadores, mas como manter seus filhos seguros quando você não sabe identificar o perigo? Qualquer pessoa pode ser um pedófilo, portanto pode ser difícil identificar um, principalmente porque a maioria dos pedófilos inicialmente conquistam a confiança das crianças que sofrem o abuso. Continue lendo para saber a quais comportamentos e características você deve prestar atenção, quais situações deve evitar e como evitar que seus filhos sejam alvos.


sábado, 14 de novembro de 2015

A vida apesar de dura é mágica, por isso sempre acredite no inesperado.

Não acredite em nada que venha fácil demais. Sempre temos que lutar pelo que realmente queremos. Estamos em constante provação.

sábado, 7 de novembro de 2015

A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL

A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL NÃO VAI ELIMINAR A VIOLÊNCIA ENTRE OS ADOLESCENTES. O CAMINHO É INVESTIR PESADO EM EDUCAÇÃO DE QUALIDADE E GRATUITA.


sexta-feira, 6 de novembro de 2015

AJUDAR AO PROXIMO

Que o desejo de ajudar o próximo consiga sempre superar o egoísmo e falta de esperança no ser humano

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

No Brasil milhares de crianças são espancadas

Não podemos nos calar diante as atrocidades, se não fazemos nada, estamos sendo cúmplices, coniventes com a situação. Temos que dar nossa contribuição, ter solidariedade com nossos irmãos. enquanto cada um de nós pensar só no próprio umbigo não teremos uma sociedade mais justa e muito menos teremos a paz que almejamos.


Mulheres vítimas de violência doméstica


Não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você.



A violência doméstica

A violência doméstica não é marcada apenas pela violência física, mas também pela violência psicológica, sexual, patrimonial, moral dentre outras, que em nosso país atinge grande número de mulheres, as quais vivem estes tipos de agressões no âmbito familiar, ou seja, a casa, espaço da família, onde deveria ser “o porto seguro” considerado como lugar de proteção, passa a ser um local de risco para mulheres.O alto índice de conflitos domésticos já detonou o mito de “lar doce lar”. As expressões mais terríveis da violência contra mulher estão localizadas em suas próprias casas onde já foi um espaço seguro com proteção e abrigo

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Alguém sabe se esse homem continua preso ou o dinheiro falou mais alto que a justiça!

Em janeiro do ano passado, o Fantástico mostrou um caso estarrecedor. Meninas de nove a quinze anos vítimas de um grupo de pedófilos chefiado pelo então prefeito da cidade de Coari, no Amazonas. Ele foi condenado pelo crime e está preso. Nesta semana, o Ministério Público apresentou nova denúncia contra o agora ex-prefeito da cidade. Desta vez, ele é acusado de oferecer suborno e ameaçar de morte as testemunhas, de dentro da cadeia.
“Seria um valor de R$ 100 mil para cada. Ou a gente aceitava o dinheiro ou ia começar a morrer alguém da nossa família’, conta uma das vítimas.


domingo, 1 de novembro de 2015

http://feeds.feedburner.com/PauloNovaesDaSilva

Se ao olhar para trás e ver que deixou sua felicidade, não tenha medo de dá um passo atrás para buscá-la, ela nos fará dá dois à frente.

Olhar pra trás e perceber que tudo foi útil para alguma coisa é um dos primeiros sinais de que você cresceu.


Menina de 5 anos com doença terminal escolhe “ir para o céu em vez de voltar para o hospital”


Julianna Snow tem 5 anos, não consegue andar, mal pode segurar um brinquedo, precisa da ajuda de uma máquina para respirar e de um tubo para se alimentar. Toda vez que passa mal, ela precisa ir ao hospital, onde é submetida a uma série de procedimentos dolorosos e complicados.